CFM supera marca dos 40 mil touros produzidos

touros-Nel-CFM-noticiasdoagro

 

A CFM vendeu 1.358 touros Nelore CEIP em 2017. Esse excelente resultado, obtido com a realização de três leilões (Megaleilão, Bull Trade e Virtual CFM), somado às vendas realizadas diretamente nas fazendas do grupo, leva a CFM a ultrapassar a marca dos 40.000 touros produzidos desde o início do programa de melhoramento genético, em 1980. A CFM já comercializou touros para todos os estados brasileiros, além do Paraguai.

“São quase quatro décadas de seleção rigorosa de reprodutores com foco nas características econômicas que realmente fazem a diferença nas fazendas de todo o país. Um indicador que nos enche de orgulho é ter índice de recompra superior a 60%. Isso significa que os pecuaristas que usam a genética Nelore CFM voltam a comprar porque nossos touros efetivamente geram resultados positivos em termos de fertilidade, precocidade, qualidade de carcaça e adaptação às condições de campo”, explica Tamires Neto, gerente de pecuária da CFM.

A expectativa da CFM é manter o ritmo de vendas de touros neste ano. Segundo Neto, “2018 tem tudo para ser um ano de bons resultados para a pecuária nacional. O principal motivo dessa visão otimista são os sinais de recuperação da economia brasileira e do consumo doméstico, observados desde o final do ano passado. Com a demanda interna de carne bovina em recuperação e as exportações seguindo a rota de crescimento iniciada em 2017, teremos um ano de demanda aquecida e de resultados positivos na pecuária de corte”.

O gerente de pecuária da CFM destaca que, paralelamente a isso, a cadeia da carne bovina está se profissionalizando e buscando aumento de produtividade, o que passa, invariavelmente pelo investimento em genética. “Nesse cenário, estamos confiantes no aumento da demanda por animais melhoradores e na continuidade do crescimento do mercado de genética certificada, o que consequentemente refletirá em nossos leilões, trazendo bons resultados ao longo de 2018”.

Fonte Dia a Dia

Você também pode gostar de:

Soja – sobem os preços na Bolsa de Chicago

  Sobem os preços da soja negociados na